quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Formas


Na serra, as formas assumem uma gigantesca transformação.
Seremos capazes de conseguir, também nós, mostrar-nos sem ferir a mais pequena partícula de granito que nossos pés pisam? Os nossos passos seguem e as partículas de granito ficam para se juntarem a outras e, juntas, absorverem e calar os ecos dos nossos passos, que muitas vezes deixam um rastro de indecência que amedrontam as encostas perfumadas de rosmaninhos, e até ousam desafiar os cumes da serra que o sol abraça.
E os nossos braços serão assim tão fortes que consigam aceitar um abraço tão forte como o de algumas formas arquitetadas pelo tempo?


1 comentário:

Maria Rina disse...

Olá!!
Quer ganhar $$$$ com seu BLOG trabalhando 1h por dia?
Voce não precisa vender nada e nem indicar pessoas.

Acesse: http://ganhosweb.com